Após vinte anos de corte diplomático com Moçambique irão volta a fixar embaixada .jpg

A República Islâmica do Irão quer  restabelecer a Embaixada em Moçambique e relançar os laços de cooperação, em áreas sócio económicas, após mais de vinte anos de encerramento da Embaixada no nosso país.

5 novos embaixadores apresentaram esta sexta - feira  as cartas credenciais, ao Presidente da República, Filipe Nyusi.

Trata-se Toshio Ikeda, Embaixador do Japão, Rajab Lukwavi, Alto Comissário da República da Tanzânia, Narjes Dridi,  da Tunísia, Mohsen Ghomi, do Irão e Weerawardena Dharmasena Alto comissário do Sri Lanka.

Moçambique e o Japão mantêm, relações de cooperação há vários anos em vários domínios sócio económicos e procura-se elevar para o mais alto nível, através de desenvolvimento de acções que tragam vantagens mútuas.

Os laços históricos que unem Moçambique à Tanzânia são descritas como estando ao mais alto nível.

Oldemiro Balói considera haver desafios para o estabelecimento de cooperação com  Irão, Sri Lanka e Tunísia, no domínio político económico e social.

A República Islâmica do Irão já teve uma embaixada em Moçambique e que foi encerrada na década de 1990 e, pretende relançar a cooperação Bi- lateral com Moçambique nas áreas dos recursos Minerais e Energia.

Com o Sri-Lanka e a Tunísia também procura-se estabelecer uma cooperação sólida em áreas potencialmente económicas.

Segundo Oldemiro Balói, Moçambique procura dar expressão à cooperação com maior número de países e estreitar os laços históricos e de  amizade entre as nações no mundo. 

avessss.jpg

Governo moçambicano interdita a importação de frango e produtos avícolas da região austral de África.
Em causa está o surto de uma doença aviária patogénica, denominada Astirpe H1N8.
Um surto de influência aviária patogénica está a causar a morte de aves em alguns países africanos como Congo, Zimbabwe e África do Sul
As autoridades moçambicanas tomaram conhecimento no passado dia 2 de Junho e já tomaram medidas, interditando a importação do frango da região, com destaque para África do Sul.
Denominada Estirpe H1N8, a doença aviária já foi detectada em 35 países dos quais 6 africanos.
Moçambique não está na lista e autoridades garantem estar a fazer de tudo para evitar que a doença entre no País.
A doença não afecta os humanos, mas é totalmente infecciosa e mortífera em aves, daí que as autoridades apelam aos importadores a acatarem as ordens.

sábado, 24 junho 2017 13:09

ÚLTIMA HORA: Terramoto na Beira e Dondo

 

Mapa Manica e Sofala Dond.jpg

UM terramoto com uma magnitude de 5.8 na escala de Richter foi registado na madrugada deste sábado, pouco depois das quatro horas, nas cidades da Beira e Dondo, na província de Sofala, causando pânico entre os residentes daquelas regiões.

Alguns chegaram a abandonar as suas residências receando tratar-se de assaltos protagonizados por amigos do alheio. A situação voltou à normalidade. Até à altura em que redigimos estas linhas não havia registos de danos nem humanos nem materiais.

As autoridades moçambicanas do sector ainda não emitiram nenhuma informação oficial sobre a ocorrência, mas dados divulgados pela agencia norte-americana de pesquisa geológica, o tremor teve uma magnitude de 5.8 na escala de Richter, e teve como epicentro na região do Dondo.

Outras informações reportam, igualmente, a ocorrência de réplicas em algumas regiões da província de Manica.

 

Mais informações sobre o assunto nas próximas horas.

 

http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/ciencia-e-ambiente/68860-ultima-hora-terramoto-na-beira-e-dondo.html

Exonerado Director da Educação por desvio de cerca de 3 milhões de meticais.jpg

Armindo Primeiro já foi exonerado do cargo de Director Provincial de Educação e Desenvolvimento Humano da Zambézia.
A cessação de funções foi precipitada por suspeitas de desvio de dinheiro de erário público, cerca de dois milhões e oitocentos mil meticais, cujo caso está no tribunal.

Antigos Chefes de Estados Africanos em Maputo para traçar estratégias contra o HIV Sida.jpg

Antigo Chefe do Estado moçambicano, Joaquim Chissano, diz que a instabilidade militar reduziu a capacidade das autoridades, de lutar contra o HIV/SIDA.
Chissano que falava esta quinta-feira, em Maputo, no encontro dos antigos líderes africanos contra a pandemia, mostrou-se satisfeito com o entendimento entre o Presidente da República e o líder da Renamo.
África continua a ocupar o primeiro lugar dos continentes mais afectados pelo HIV-Sida, daí que Joaquim Chissano defende ser altura de se passar das palavras às acções.
Em Moçambique, o nível de seroprevalência tende a subir, fixando-se, actualmente, em 13% contra 11.5% em 2009.

Pág. 1 de 156

PROGRAMAÇÃO DE TV

Câmbio do Dia

Moeda Compra Venda
EUR 66.85 68.19
USD 59.85 61.05
ZAR 4.58 4.68
Fonte: BCI, 20 de Junho de 2017

Telefones Úteis

Por provincia

Assista a emissão em directo:

tvm1 smalltvm2 small