rtu4rururdutrturuuryre.jpg

Governo moçambicano introduz a testagem da qualidade de medicamentos, na origem, para evitar a importação de fármacos sem qualidade, não registados, e até falsificados ou contra-feitos.
Para o efeito, a Ministra da Saúde lançou hoje em Maputo o projecto de inspecção pré-embarque de medicamentos, que numa primeira fase será na Índia, maior exportador de fármacos para Moçambique.
Com esta medida o produto indesejado para Moçambique será descartado ainda no país de origem, antes de se incorrer em quaisquer custos operacionais de exportação e importação.
Também será evitado o risco de circulação de medicamentos inapropriados ou contrabandeados, no destino, onde a fiscalização é ainda deficitária, pese embora o laboratório nacional de medicamentos faça a testagem.
Actualmente a inspecção pré-embarque é feita por uma entidade privada, INTERTEK, que a faz de forma visual e documental, sem nenhuma testagem analítica da qualidade e conformidade com a certificação.
Moçambique adopta esta medida em cumprimento da recomendação da auditoria do fundo global e se suporta na experiência da Nigéria e do Gana, que já implementam a testagem pré-embarque de medicamentos na origem.
Na componente legal, já existe um despacho ministerial datado de Março de 2017, que impõe o procedimento considerado de vital importância para a protecção da saúde pública.

guine-msf-msb5465-sarampo-ikram_ngadi.jpg

Falta de seringas condicionou o cumprimento do plano de vacinação de crianças em 2017, na província de Cabo Delgado.
O sector da Saúde naquela região do país tambem se ressentiu da insuficiência de antígenos vacinais, substâncias para imunização do organismo.

5yw4ey54wyw44yws.jpg

Ministra da Saúde, Nazira Abdula, avalia o impacto do Pré-agendamento de consultas, nas principais unidades sanitárias do país.
O projecto visa a melhoria do atendimento e redução do tempo de espera em consultas de rotina.
Algumas consultas de rotina já são marcadas para o período da tarde, nalgumas unidades sanitárias do país.
A fase piloto do projecto, que decorreu de Setembro de 2016 à Agosto de 2017, foi implementada no Centro de Saúde de Boane, Malhangalene, Quissico, Chissano e Machava II, na cidade e província de Maputo.
Para avaliar o nível de satisfação dos utentes, Nazira Abdula, visitou na manhã desta segunda-feira, o Hospital Geral do Chamanculo, os Centros de Saúde do Bagamoyo e de Magoanine, na cidade de Maputo.
A Ministra interagiu com os pacientes e prometeu melhorar a qualidade do atendimento.

ASGDWAGGFWaetwageh.jpg

A província de Tete está em alerta máximo devido ao surto da cólera nas Repúblicas do Malawi e Zâmbia.
Medidas de prevenção foram intensificadas pelo sector da saúde ao longo da linha de fronteiras com os dois países vizinhos.

 

WETWETQWERQWRWQRWQ.jpg

Quinhentos pacientes com problemas de audição, vão beneficiar de igual número de próteses auditivas na Província de Maputo.

Trata-se de uma iniciativa da fundação Rizwan Adatia e o sector de saúde, que tem em vista melhorar nesses pacientes a percepção de sinais sonoros.

Pág. 1 de 27

PROGRAMAÇÃO DE TV

Câmbio do Dia

Moeda Compra Venda
EUR 71.38 72.81
USD 58.51 59.67
ZAR 4.75 4.84
Fonte: BCI, 19 de Janeiro de 2018

Telefones Úteis

Por provincia

Assista a emissão em directo:

tvm1 smalltvm2 small