Screen Shot 2017-12-11 at 15.31.22.png

Dos Cento e Sessenta e quatro mil pensionistas que se pretendia registar, o Instituto Nacional de Previdência Social conseguiu inscrever Cento e Trinta e

Screen Shot 2017-12-11 at 15.27.46.png

Propostas do Plano Económico e Social e do Orçamento do Estado de 2018 incluem já medidas de racionalização nomeadamente

Screen Shot 2017-12-11 at 15.27.09.png

O director-geral da administração nacional das áreas de conservação diz que fazer turismo na Ilha de Bazaruto passa a ser mais

Screen Shot 2017-12-11 at 15.28.32.png

Volume de produção de carvão mineral atinge cerca de 10 milhões de toneladas, neste ano na província de Tete. O número representa um aumento acima

awrwaywagwgareashreh.jpg

Há fraca doação voluntária de sangue para abastecer a maior unidade sanitária do país.
Os gestores do Hospital Central de Maputo alertam que se a situação permanecer pode haver ruptura de sotks de sangue para responder a demanda durante a quadra festiva.

Em média são recolhidas diariamente dozeunidades de sangue antes dos doentes serem transferidos para as respectivas enfermarias.
Com a aproximação da quadra festiva e início da época chuvosa, os gestores desta unidade receiam que a capacidade de resposta seja insuficiente, porque as doações voluntarias de sangue recolhidasnesta unidadetêm estado a diminuir consideravelmente.
O Banco de Sangue do Hospital Central de Maputo tem uma capacidade instalada para armazenar até mil e quinhentas unidades de sangue. Neste momento o stock de sangue não ultrapassa as trezentas unidades.

Dependendo da situação, uma unidade de sangue pode assistir até duas crianças menores de cinco anos.Mas um adulto pode precisar, de uma só vez, de cerca de sete unidades.
Para os gestores do Hospital é difícil prever a quantidade de sangue necessária para responder a demanda durante a quadra festiva. Mas o histórico mostra que durante este período o número de pedidos de sangue duplica para cerca duzentas unidades por dia.

0c2a5c4b6-3831-463d-a05f-93fd51eedf9e-r-NjQweDM0Mw.jpg

Dos cerca de quatrocentos estabelecimentos comerciais inspeccionados pela Associação para Estudo de Defesa do consumidor, trinta e seis virgula quatro por cento de produtos comercializados são fortificados.
Os outros quarenta e sete vírgula cinco por cento não são fortificados. Eos restantes não se pode especificar.
A quantidade de produtos alimentares não fortificados a venda nos estabelecimentos comerciais na capital estão a preocupar a Associação para Estudo e Defesa dos Consumidores e o milho é apontado como um dos alimentos.
Dos 408 estabelecimentos comerciais, incluindo 17 mercados foram encontrados quantidades superiores a 47 por cento de produtos não fortificados e a outra percentagem distribuem-se em fortificados e avulsos.
O governo regulou que os principais produtos de consumo, como o açúcar, milho, óleo, sal são alimentos que devem ser potenciados de nutrientes, e a não observância da lei é punível por lei.
A GAIN Moçambique considera a questão da nutrição em Moçambique de maior responsabilidade para toda a sociedade, dai que deviam se multiplicar os grupos de associados que velam pela qualidade de alimentação.
Foi igualmente lançada a página da internet da Proconsumers.

acmlprzm.jpg

O Presidente da República e Comandante-Chefe das Forças Armadas de Defesa de Moçambique orientou, esta sexta-feira,

mlzgnem.jpg

A Fábrica de Fundição de Alumínio, Mozal, voltou a ocupar o primeiro lugar no ranking das cem Maiores Empresas de Moçambique,

sexta, 08 dezembro 2017 15:15

Fusão TDM – MCEL a passos largos

tdmmcl.jpg

Até Dezembro de 2018 será concluído o processo da fusão entre as empresas Telecomunicações de Moçambique, TDM e a Moçambique Celular, Mcel.

ERYYWSTYWTWTRY.jpg

O Estado e instituições públicas a nível da Cidade de Maputo foram lesados este ano, em mais de três milhões de Meticais e outros montantes estimados em dólares e Euros, devido aos crimes de corrupção e peculato cometidos por funcionários e agentes do Estado.
Vinte e oito processos relacionados com os casos foram tramitados aos tribunais da urbe pela Procuradoria da Cidade de Maputo de Janeiro a Novembro último.
Os dados foram tornados públicos esta quinta-feira pelo Governo da Cidade de Maputo, durante as cerimónias alusivas ao dia internacional de luta contra a corrupção.
A Cidade de Maputo juntou todos actores envolvidos na máquina da administração do Estado, para uma reflexão em torno do combate à corrupção que tem estado a lesar as instituições públicas e do Estado.
Os valores resultados de crimes de corrupção e peculato giram em torno da moeda nacional e estrangeira. Os montantes estão calculados em mais de três milhões de Meticais, acima de trinta e nove mil dólares norte-americanos e acima de seis milhões de Euros ,respectivamente.
A Cidade de Maputo tramitou e remeteu aos tribunais da urbe, este ano,um total de sessenta e sete processos vindos do Gabinete Central do Combate à Corrupção. Deste número, vinte e oito são referentes aos crimes de corrupção e o peculato envolvendo agentes do Estado.
Tomás Vieira Mário, orador da palestra desta palestra, refere que a corrupção enraizou no seio da sociedade devido à perda da vergonha e do conceito de liderança.
O dia internacional de luta contra a corrupção foi comemorado na Cidade de Maputo sob o lema, Unidos contra a corrupção para o desenvolvimento, paz e segurança.

Pág. 1 de 125

PROGRAMAÇÃO DE TV

Câmbio do Dia

Moeda Compra Venda
EUR 69.81 71.20
USD 59.25 60.43
ZAR 4.34 4.43
Fonte: BCI, 11 de Dezembro de 2017

Telefones Úteis

Por provincia

Assista a emissão em directo:

tvm1 smalltvm2 small